04/03/2020

Posicionamentos

Posicionamento INTERFARMA sobre possíveis impactos do COVID-19

Comunicação INTERFARMA

Em relação a possíveis impactos do COVID-19 na cadeia produtiva brasileira de medicamentos, a INTERFARMA (Associação da Indústria Farmacêutica de Pesquisa) esclarece:

No Brasil, a indústria farmacêutica realiza grandes esforços para antecipar riscos de oscilações e garantir a integridade da cadeia global de medicamentos e insumos farmacêuticos diversos. Até o momento, o fornecimento de terapias no País segue dentro da normalidade.

Em toda a indústria biofarmacêutica atuante em P&D, a primeira preocupação é com as pessoas afetadas pelo recente surto do novo coronavírus.

Entre as iniciativas globais, há casos em que a indústria farmacêutica de pesquisa e desenvolvimento trabalha com esforços concentrados em novas alternativas terapêuticas, medicamentos e vacinas.

Globalmente, a indústria farmacêutica tem protagonizado iniciativas essenciais de combate ao COVID-19, com parcerias com governos e organizações internacionais, em busca de ações efetivas, focadas no paciente e na contenção do vírus.

Voltar

Abbot
Abbvie
Aegerion
Alexion
Allergan
Amgen
Astellas
Astra Zeneca
Bago
Bayer
Besins
Biogen Idec
Biomarin
Biominas
BMS
Boehringer Ingelheim
Celgene
Chiesi
Daiichi Sankyo
Eisai
Ferring Farmaceuticals
Galderma
Ge
Gilead
Glenmark
Grunenthal
GSK
Ipsen
Janssen
LEO
Lilly
Lundbeck
MSD
Mundipharma
Novartis
Novo Nordisk
Pfizer
Pharma Praxis
PTC Therapeutics
Pierre Fabre
Roche
Sanofi Aventis
Sarepta Farmacêutica
Servier
Shire
Takeda
Teva
Theraskin
UCB
Vertex Pharmaceuticals
Zambon