03/12/2018

Setor

MIT cria "impressora" de remédios personalizados

Revista Super Interessante | Jornalista: Bruno Vaiano

FABRICAR UM ÚNICO MEDICAMENTO exige uma infraestrutura de milhões de dólares. Geralmente esse esforço só vale o investimento, é claro, se muita gente comprar a droga - o que acaba diminuindo o apelo para doenças mais raras. A equipe do bioquímico Christopher Love, do MIT, tem uma solução: fazer medicamentos em pequena escala usando fungos, em vez de fábricas. Eles incorporam sequências de DNA fornecidas pelos cientistas com as instruções para produzir a droga - e entregam tudo pronto. Basta filtrá-la antes de usar. Tudo isso num equipamento que cabe em uma escrivaninha. Love contou os detalhes à SUPER: Por que usar fungos, e não bactérias ou células de mamíferos? Além de crescerem rápido, eles fornecem um produto extremamente limpo: para obter o remédio, só precisamos filtrar 200 impurezas, contra as mais de 2 mil que outras células geram.

Como vocês fazem para remover esses resquícios do metabolismo do fungo? Como são só 200 impurezas, nós conseguimos saber muito sobre cada uma delas individualmente.

E, aí, um algoritmo consegue sugerir um processo de purificação ideal, do começo ao fim, passo a passo.

Quando você troca o remédio que será produzido, é preciso "trocar o cartucho" de fungos? Sim. No momento, cada fungo produz apenas um remédio. Mas não tem problema esperar um novo crescer para trocar, porque o processo todo, até o resultado final, leva só seis meses. Há potencial para reduzir esse tempo a um mês.

A tecnologia seria viável em países desenvolvidos? Claro. O sistema precisa ser aperfeiçoado, mas ele é barato. A construção de uma usina para fabricar um único remédio pode sair US$ 400 milhões. Só em questão de tamanho da estrutura, nossa tecnologia já sai muito mais barata que isso.

Voltar

Abbot
Abbvie
Actavis
Actelion
Aegerion
Alexion
Allergan
Amgen
Astellas
Astra Zeneca
Bago
Bayer
Besins
Biogen Idec
Biomarin
Biominas
BMS
Boehringer Ingelheim
Celgene
Chiesi
Daiichi Sankyo
Eisai
Ferring Farmaceuticals
Galderma
Ge
Glenmark
Grunenthal
GSK
Ipsen
Isdin
Janssen
LEO
Lilly
Lundbeck
Merck Serono
MSD
Mundipharma
Novartis
Novo Nordisk
Pfizer
Pharma Praxis
Pierre Fabre
Reckitt
Roche
Sanofi Aventis
Servier
Shire
Stiefel
Takeda
Teva
Theraskin
UCB
Zambon