09/10/2018

Qual a proposta dos presidenciáveis para a saúde?

Guia da Farmácia Online

Os candidatos Jair Bolsonaro, do PSL, e Fernando Haddad, do PT, disputarão o segundo turno pela presidência do País nas eleições 2018, de acordo com os resultados divulgados na noite de domingo último. Com 46,03% dos votos, Bolsonaro liderou a disputa em 12 estados e no Distrito Federal (DF); já Haddad atingiu 29,28% dos eleitores, se sobressaindo em quatro estados. Acompanhe, a seguir, a proposta que os presidenciáveis reservam para a área da saúde.

Jair Bolsonaro: afirma que o Prontuário Eletrônico Nacional Interligado será o pilar de uma saúde na base informatizada. Segundo a proposta, os postos, ambulatórios e hospitais devem ser informatizados com todos os dados do atendimento, além de registrar o grau de satisfação do paciente ou do responsável. Os agentes comunitários de saúde serão treinados para se tornarem técnicos de saúde preventiva para auxiliar no controle de doenças frequentes. Profissionais de educação física serão incluídos no Programa Saúde da Família, com o objetivo de ativar as academias ao ar livre como meio de combater o sedentarismo e a obesidade.

Fernando Haddad: propõe a meta de chegar à proporção de investimento de 6% do Produto Interno Brito (PIB) e criar a rede de Clínicas de Especialidades Médicas, em todas as regiões de saúde, que articularão a atenção básica com cuidados especializados para atender à demanda de consultas, exames e cirurgias de média complexidade. Garante que programas como o Mais Médicos, Saúde da Família, SAMU e Farmácia Popular terão novamente todo apoio da União.

Voltar

Disclaimer: todas as informações aqui publicadas tratam-se de transcrições e/ou simples reproduções, devidamente contextualizadas, de manifestações públicas dos principais candidatos à Presidência da República, divulgadas e identificadas por meio dos veículos de comunicação disponíveis (jornais, revistas, televisão, portais de notícias etc), nos mais diversos formatos (impressos, vídeos, digitais, eletrônicos etc), acompanhados sempre do link e/ou citação da respectiva fonte. As opiniões emitidas nesta página são de responsabilidade dos seus respectivos autores, não exprimindo, necessariamente, a opinião da INTERFARMA.

Abbot
Abbvie
Actavis
Actelion
Aegerion
Alexion
Allergan
Amgen
Astellas
Astra Zeneca
Bago
Bayer
Besins
Biogen Idec
Biomarin
Biominas
BMS
Boehringer Ingelheim
Celgene
Chiesi
Daiichi Sankyo
Eisai
Ferring Farmaceuticals
Galderma
Ge
Glenmark
Grunenthal
GSK
Ipsen
Isdin
Janssen
LEO
Lilly
Lundbeck
Merck Serono
MSD
Mundipharma
Novartis
Novo Nordisk
Pfizer
Pharma Praxis
Pierre Fabre
Reckitt
Roche
Sanofi Aventis
Servier
Shire
Stiefel
Takeda
Teva
Theraskin
UCB
Zambon