Comissão de Advocacy discute vetos presidenciais e plano de metas para 2022
Interfarma Português 08/10/2021

Comissão de Advocacy discute vetos presidenciais e plano de metas para 2022

No dia 4 de outubro, a Comissão de Advocacy se reuniu para discutir os vetos presidenciais aos Projetos de Lei 6330/2019, de Oncológicos Orais, e 12/2021, de licenciamento compulsório. Durante a reunião, a área de Relações Corporativas também apresentou as metas para 2022.

Sobre os PLs, foi informado que, por falta de acordo entre as lideranças partidárias no Congresso Nacional, o veto 41 (sobre o PL 6330/2019, que dispõe sobre a cobertura automática pelos planos de saúde de medicamentos oncológicos de uso oral) e o veto 48 (sobre o PL 12/2021, que dispõe sobre o licenciamento compulsório de patentes) seguem esperando para serem analisados. Apesar de ainda não haver nova data para análise dessas matérias, a Interfarma continua atuando junto a deputados e senadores pela derrubada do veto 41 e pela manutenção do veto 48.

Na oportunidade, foi apresentado o plano de metas para a área de Relações Corporativas em 2022, incluindo as ações de Advocacy. As metas foram apresentadas ao Conselho Diretor e serão priorizadas pelos GMs. Foi bem avaliada pelos participantes da Comissão a meta relacionada às eleições de 2022, para que a Interfarma articule com candidatos as políticas e regulações necessárias para o desenvolvimento da saúde e da indústria, as quais devem estar contempladas nos planos de governo.

Além disso, foi informado sobre o início da série de workshops InterConnect. O primeiro encontro aconteceu na sexta-feira, 8 de outubro, com o tema “Novos medicamentos: da descoberta de novas moléculas à preparação para aprovação nas agências”.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *